MinhaHistoria

Sou pessoa com deficiência, tenho uma doença chamada Amiotrofia Muscular Espinhal – AME, o quadro clínico caracteriza-se por deterioração Eu com 6 anos. Usei esse aparelho nas pernas durante pouco tempo e fui feliz por ter dado uns passos motora e é uma doença que não tem cura. Utilizo cadeira de rodas motorizada e em quase tudo que faço preciso da ajuda de terceiros.

Meu pai é pintor de parede, minha mãe me acompanha onde vou e tenho uma irmã de 20 anos, para a qual tento deixar meu melhor exemplo.

Ao longo da minha vida enfrentei vários obstáculos, em decorrência da minha deficiência e do despreparo da sociedade para incluir pessoas que não fazem parte do padrão social.

Apesar de ter enfrentado como primeiro desafio a matricula escolar, sempre gostei de estudar, é umas das coisas que mais me dá prazer. Em 1990 várias escolas negaram a minha matrícula, foi preciso meu pai ir até a Secretaria de Educação para que surgisse uma vaga para mim.

Aos 11 anos de idade tive que fazer duas cirurgias para corrigir uma escoliose. A escoliose é uma deformidade em curva da coluna vertebral, em decorre da AME. Nessas cirurgias os ossos foram fixados no lugar com duas hastes de metal presas com ganchos e parafusos. Se não bastasse toda essa complexidade, o médico perfurou meu pulmão durante a segunda cirurgia. Tive parada cardiorrespiratória, anemia, infecção, pneumotórax. Recebi sangue, meu pulmão teve que ser drenado. Os médicos não deram esperanças de que eu fosse sobreviver, mas depois de 75 dias internada, quando na verdade deveriam ter sido 15 dias, eu voltei para casa.

Quando tinha 14 anos, por problemas de saúde tive que parar de estudar. Fiquei por 8 anos sem fazer o que mais gosto e esse foi o pior período da minha vida. A adolescência já é difícil para todos, imagina para uma moça com deficiência, com dificuldades para sair de casa e sem amigos. Por algum tempo eu chorei por não ter com quem conversar, mas logo procurei uma alternativa para fazer amigos. Coloquei um anúncio, em uma revista teen, falando um pouco sobre mim e dizendo que eu desejar fazer novos amigos. Recebi mais de mil cartas, pessoas de todo o Brasil e até de outros países me escreveram. Ainda mantenho algumas amizades dessa época.

Minha família e eu na minha colação de grau. Momento de realização de um sonho. Passado um tempo que eu tinha parado de estudar, meu pai comprou um Fusca que dava para levar minha cadeira de rodas se deixássemos o estepe do carro em casa. O meio em que vivemos influencia muito em nossas decisões. Como eu sempre via as pessoas, sem tantas limitações como eu, deixando a escola e várias outras que apesar de concluírem os estudos estavam sempre desempregadas, eu fui adiando minha volta para a escola.

Somente depois de iniciar o tratamento no Hospital Sarah Kubistchek e ser atendida por uma pedagoga voltei a estudar e não parei mais.

Enquanto cursava o Ensino Médio consegui uma bolsa integral para o Curso Técnico em Gestão Empresarial no SENAC Minas. E assim eu estudava pela manhã e à noite. Minha mãe ficou receosa, pensando que eu iria forçar muito o meu corpo, mas eu prometi a ela que se percebesse que aquilo estava prejudicando minha saúde, eu pararia. Graças a Deus mais uma vez eu venci.

Encontrei um pré-vestibular extensivo gratuito e me matriculei. E outro desafio enfrentei. Tive que ingressar na justiça para que o Programa de transporte adaptado da Prefeitura que eu utilizava me levasse para o curso. Por isso fiz só três meses de preparação e realizei a prova do ENEM, me inscrevi no ProUni e consegui bolsa integral para o curso de Direito. Mais uma vitória.

Então, durante cinco anos, minha mãe e eu percorremos 70 km de segunda a sexta, para ir, aos poucos construindo o meu sonho. Meu objetivo sempre foi poder trabalhar com afinco, ter o retorno financeiro merecido para então proporcionar a minha família uma vida agradável. Uma casa confortável, alimentação saudável, plano de saúde, momentos de lazer (p. ex. conhecer o mar). E assim retribuir todo o cuidado, amor e dedicação que recebo deles.

Recebendo a Carteira da Ordem dos Advogados do Brasil, satisfação sem igual. Durante a graduação fiz duas iniciações científicas que teve resultados que impactaram a minha vida e transformou a sociedade. Disponibilizo aqui no site os produtos desse trabalho.

Fiz estágio, por seis meses, na Justiça Federal. Lá tive minha primeira experiência profissional, que foi enriquecedora. Conhecia pessoas maravilhosas que me fizeram acreditar e perceber que independente das minhas limitações eu posso ser uma profissional que efetivamente produz.

Colei grau em setembro de 2015. Nessa data já havia passado no exame da Ordem dos Advogados do Brasil. E logrado êxito na aprovação em um concurso de âmbito estadual.

Fui nomeada e comecei a trabalhar no dia 27/07/2016. Devido as minhas limitações e a dificuldade com deslocamento, foi me permitido o teletrabalho. Mas, ainda assim, mais uma vez eu enfrento um desafio.


Meu Escritório

Somos uma equipe de colaboradores compromissados para a prestação de serviços de excelência no campo do Direito de Família, Direito do Consumidor, Direito do Trabalho e Direito Constitucional.

A advocacia que oferecemos é pautada no comprometimento e resultado. Prestamos serviços extrajudiciais de assessoria jurídica à pessoa ou empresa, atuando na definição de estratégias para prevenção de litígios, conduzindo negociações e elaborando documentos. Quando o litígio for inevitável ou já houver se configurado, promovemos a representação dos clientes em todos os foros judiciais.


Meire Galvão Advogada

Eduardo Rocha Técnico em TI

Daniely Galvão Assistente Administrativa

Palestras

É preciso empoderar os cidadãos. Para isso é fundamental a disseminação do conhecimento. Por isso ministro palestras sobre temas relacionados ao Direito de Família, Direito do Consumidor, Direito do Trabalho e Direito Constitucional. Também ministro palestras motivacionais. Na oportunidade conto minha trajetória e como superei desafios e consegui me tornar uma profissional operadora do Direito.

Além disso, estou desenvolvendo o projeto social “Direito: conheça e exerça” que tem como objetivo levar gratuitamente até a população de comunidades carentes, o conhecimento básico dos direitos fundamentais e essências no dia a dia. Você pode solicitar/contratar uma das seguintes palestras que já ministrei ou pode indicar o tema que desejar. Para isso vá até o menu “Contato” e me escreva.



Causa Social

Em outras oportunidades pude promover causas sociais que foram um sucesso e pretendo continuar a fazê-lo. Mas desta vez luto por uma causa própria, para vencer o desafio de ter um automóvel adaptado.

Spin Devido a Amiotrofia Muscular Espinhal tenho falta de equilíbrio no tronco e pescoço, o que me impede de utilizar o transporte urbano coletivo, mesmo se adaptado com elevador, pois o sacolejo causas desconforto e fortes dores. Também sinto essas durante a transferência da cadeira de rodas para o banco do automóvel, o que me faz utilizá-lo somente em caso de urgência. Minha locomoção só acontece com segurança e conforto em carros adaptados com elevador ou rampa.

Atualmente estou enfrentando dificuldades para ir e voltar ao trabalho, pois o Programa de transporte da Prefeitura, que mencionei no menu “Minha história”, não promove a inclusão no mercado de trabalho. E por isso, tenho que utilizar táxi acessível o que compromete metade da minha remuneração

Sem o carro adaptado também fico impedida de atuar plenamente nas causas processuais, pois não tenho como ir as audiências e nem fazer as diligências. Leia mais sobre a minha história acessando o menu “Minha história”.

Eu preciso de um carro em que eu possa ir sentada na minha própria cadeira de rodas. Os únicos carros em que é possível fazer a adaptação que preciso são Spin e o Doblò. Dentre esses o que fica mais barato, considerando o valor do automóvel e da adaptação, é o Spin. Veja os orçamentos que realizei no mês 04/2016:

Orçamento realizado pelo consultor de vendas Fabiano Marques (31) 3507-7354 da Grande Minas: Spin Ano-Modelo 2016 - LT - Valor já com descontos R$ 38.790,00 + R$ 25.000,00 (adaptação) = R$ 63.790,00. Obs.: É necessário buscar o carro em São Paulo, após adaptação.

Orçamento realizado pela consultora de vendas diretas Carol Maia (31) 3369-7096 da Roma Fiat: Doblò Attractive 1.4 Flex 4P 2016 - Valor já com descontos R$ 48.895,57 + R$ 30.000,00 (adaptação) = R$ 78.895,00.

Em seu livro, A arte de pedir, Amanda Palmer diz “pelo que vi não é tanto o ato de pedir que trava a gente. É o que está por trás: o medo de ser vulnerável, o medo de ser rejeitado, o medo de parecer fraco ou carente. O medo de ser visto como estorvo, e não como agente ativo da comunidade”. Eu resolvi deixar o receio de lado, perder esse medo, porque tenho consciência que sou uma agente ativa da comunidade.

>Spin Sendo assim, criei a campanha “Um carro adaptado para Meire Elem”! Você pode doar por depósitos ou transferências bancárias, por boleto ou pelo cartão de crédito.


Dados bancários: Banco do Brasil – Agência 1967-4 – Conta corrente 10153-2

Banco Itaú - Agência 5630 - Conta corrente 06973-1

- Para doar por boleto ou cartão de crédito clique nessa imagem ao lado, você será direcionado para o site da Vakinha, depois clique em contribuir.



- Acesse e curta a página da Campanha no Facebook! Assim você acompanha todas as ações que estão sendo realizadas. https://www.facebook.com/carroparaMeire/ Eu já agradeço. E me coloco a disposição para quaisquer esclarecimentos.

“A vergonha polui um ambiente de pedir/dar que prospera na base da confiança e da disponibilidade”. (Amanda Palmer)


R$ 47.000,00

Objetivo

R$ 20.900,00

Arrecadado


Publicações

Contato

Preencha o formulário e envie sua dúvida.

advogada@meiregalvao.com.br